19 abril 2017

Quantas e quais fraldas pedir/comprar para o bebê

Quando eu não tinha bebê fazia contas e mais contas de quantas fraldas precisaria ter. Graças a Deus minhas contas eram exageradas, precisei muito menos do que imaginava.

Na verdade só temos essa noção de verdade após o nascimento do bebê.

As marcas normalmente colocam no pacote a estimativa de peso mínimo é máximo que a fralda suporta. Mas o que acho que interfere mais é o corpinho da criança. Tem bebês que são mais pesados, porém tem as perninhas mais fininhas, com isso consegue usar fralda que serve para peso menor que o dele e vice-versa.

Com isso, a mudança do tamanho da fralda vai depender da evolução do corpinho do bebê.



O que acho importante é "estocar" os tamanhos menores que vão ser usados mais de imediatos nos primeiros meses e depois comprar as outras de acordo com o que precisar.

Se você for fazer chá de bebê, indico pedir (no mínimo):

* 2 pacotes RN - É um tamanho que usa muito pouco. Mais nos primeiros dias mesmo. Se o bebê nascer bem pequeno, compre XP após o nascimento.
* 10 pacotes P 
* 24 pacotes M - É o tamanho que mais usamos
* 14 pacotes G - Esse tamanho precisa de mais quantidade, mas como disse, é melhor privilegiar as de tamanho menor para não ficar com pacotes ocupando lugar na casa, por período grande.

Mas.... qual marca pedir?

Sinceramente, não pense em marcas. É bom ter variedade de marcas. Algumas crianças nascem com alergia a determinadas marcas de fralda. Se você pedir justamente a que tiver alergia, perderá todas que pediu/comprou.

A qualidade da fralda varia de criança para criança. Com a minha primeira filha adaptamos somente com a Pampers e da Turma da Mônica. Agora com a segunda, conseguimos usar mais algumas marcas. Como: Pompom e Cremer.

Ajudei você? Então, diz aí!...

Se ficou alguma dúvida, comenta aqui embaixo que terei o maior prazer em responder. Se não souber, prometo pesquisar e assim, a gente aprende junto

Nenhum comentário:

Postar um comentário