13 fevereiro 2017

Usar ou não usar chupeta?

Hoje muito se discute o uso ou não de chupeta. Umas mães contra e outras à favor. 

Das que são contra, já ouvi dizer que é coisa de mãe preguiçosa que não quer dar atenção à criança. Como também já ouvi de mães à favor que quem não oferece chupeta ao bebê é desumana. Ou seja, são muitas as opiniões e muitas justificativas. Por isso, quero hoje falar um pouco sobre motivos para usar e não usar. Assim, você decide o que é melhor.

Alguns motivos para usar: Para alguns especialistas pode proteger de morte súbita durante o sono; pode acalmar a criança não somente na hora do sono, mas também em momentos na qual precisa lidar com o "não"; evita que o bebê chupe o dedo; distrai o bebê em procedimentos médicos; previne desconforto auditivo em viagens com mudanças de altitude.

Alguns motivos para não usar: Pode aumentar a incidência de doenças auditiva e "sapinhos"; pode atrapalhar a amamentação quando recém-nascido; pode provocar patologias dentárias e má formação durante o crescimento dos dentes; pode atrapalhar o desenvolvimento da fala em crianças que usam após 2 anos.

Imagem: Pinterest

MINHA opinião:

* Não ofereça a chupeta antes de que o bebê esteja amamentando bem, com boa "pega" da mama e tenha estabelecido uma rotina de mamadas. - Ofereci (somente para tirar foto) à minha primeira filha assim que saímos do hospital. Ela amou e no mesmo instante quis substituir as mamadas pela chupeta. Ela não queria de forma alguma "pegar o seio", mas aceitava a chupeta. Tive que fazer ficá-la sem a chupeta e forçá-la a amamentar novamente.

* A chupeta traz conforto em procedimentos médicos - A Míriam nasceu com pé torto congênito. Com isso, com 6 dias teve que colocar gesso nas pernas e toda semana tinha que passar pelo procedimento de forçar os pés dela para a posição normal e recolocar outro gesso. O próprio ortopedista pediátrico aconselhou que déssemos chupeta. Porque mesmo que conversássemos e demonstrássemos amor, a chupeta também exercia o papel de acalentá-la.

* Retirada da chupeta - Quando minha filha completou dois anos e entendia melhor, conversamos com ela e dissemos que estava grande e por isso a chupeta só deveria ser usada para dormir. Esse é o primeiro passo. Depois comprei duas chupetas iguais, mas escondi uma. Disse que agora teria apenas uma chupeta. Se aquela estragasse, não iria comprar outra porque ela já não era mais bebê (a segunda guardei para alguma eventualidade). 

Um dia, ela não sabia onde tinha colocado a chupeta e a incentivei a dormir sem. Se tivesse o sono agitado ou não conseguisse dormir, tinha a de reserva, mas para minha surpresa, dormiu tranquilamente. No dia seguinte, conversei com ela explicando que não precisava mais de chupeta, que tinha conseguido dormir sem, que já era grandinha... aquele "papo de mãe"... e assim, ela não usou mais. 

Como parou, pedi que escolhesse um presente para comemorar. Pensei que escolheria um brinquedo, mas pediu um sapato de oncinha! Minha mãe também deu um presente e era nítido o orgulho que ela sentia dela mesma.

Existe livros que ajudam a retirada da chupeta. São bons suportes para isso!

Espero ter ajudado! Dê sua opinião por aqui nos comentários!

Se ficou alguma dúvida, comenta aqui embaixo que terei o maior prazer em responder. Se não souber, prometo pesquisar e assim, a gente aprende junto

Nenhum comentário:

Postar um comentário