30 maio 2016

Meu filho rói unha! E agora?

Fui uma criança muito tímida! Muito mesmo! Roía as unhas tentando me proteger, me sentir mais confiante, tentar não "aparecer" demais!

Parei somente com 15 anos, por vaidade mesmo! Mesmo na época não sendo mais tão tímida!

De repente, vejo minha filha roendo as unhas. Na hora fiquei sem saber o que fazer, já que aconteceu comigo e tudo que falavam não adiantava nada.

Capa do Livro: Menina Nina


A Míriam não é nada tímida, mas é ansiosa e comecei a perceber que sempre que ficava ansiosa por algum motivo pequeno que fosse, começava a roer as unhas.

Comecei, então a sempre que ela começava a roer, conversar tentando acalmá-la ou distraí-la. Também incentivei a parar, dizendo que arrumaria a unha dela, cortando e lixando. Isso a animou bastante!

Ela também fez um tratamento nos dentes e a dentista dela (que ela amou) disse que roer unhas estragas os dentes. Isso a animou ainda mais a parar.

Hoje ela praticamente não rói. E fiquei muito feliz!

Se você também está passando por isso também, quero deixar algumas dicas:

* Procure perceber se há algum motivo para a criança roer, seja: ansiedade, timidez...
* Converse, explique e não puna.
* Ficar mandando tirar a mão da boca, usar algo ruim nas unhas não ajuda. Causa mais ansiedade na criança!
* Deixe as unhas da criança arrumada: cortadas, lixadas e retire aquelas pelinha que ficam em excesso em volta das cutículas (muitas vezes tentam retirar com o dente e acabam se machucando)

Alguém tem mais alguma dica? Conta para a gente!

Se ficou alguma dúvida, comenta aqui embaixo que terei o maior prazer em responder. Se não souber, prometo pesquisar e assim, a gente aprende junto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário