13 abril 2016

O que toda professora queria que os pais soubessem

Muitas vezes quando vou à escola da minha filha, principalmente em reunião de pais, tenho que me lembrar que estou ali como mãe.

Com experiência em sala de aula, a gente compreende mais a professora da nossa criança e até fica com pena de algumas observações inviáveis de alguns pais.

Sabendo como a dinâmica de sala de aula funciona, sempre compreendo melhor as professoras da minha filha e faço com elas o que queria que os pais dos meus alunos fizessem comigo.



Tem alguns pontos básicos que os pais podem pensar ser bobeira, mas que se ensinassem aos filhos ajudariam e muito o filho na escola.

1- Tênis com cardaço - Chega a ser engraçado, mas enquanto minha filha não aprendeu a amarrar os cardaços do tênis, ia a escola com tênis com velcro. Quem não leciona não imagina o quanto temos que parar a aula, a atenção para as crianças por causa dos cardaços. Sem contar nas crianças que desamarram de propósito para que a professora também amarre os dele como fez com o outro colega.
Por isso, ensine seu filho a amarrar. Se for muito pequeno ainda para tal habilidade, compre tênis com velcros. Aliás, são bem mais práticos também quando precisam tirar para alguma atividade ou soneca...

2- Você vai, mas volta - Sempre procurei buscar minha filha pontualmente. Isso fazia com que ela se sentisse mais segura na escola. Ela sabia que quando começasse a aparecer os pais, eu ia aparecer rapidinho. Quantas vezes vi alunos meus, inseguros, porque os pais atrasavam muito e até ouvi de uma mãe:"Esqueci completamente de buscar-lo". Se acontecer algum imprevisto, ligue para a escola e peça que explique a seu filho. Ele irá ficar mais tranquilo e sentirá seguro.

3- O que falamos a criança copia - Eu acho que sou a pessoa que mais diz "UAI" em Minas Gerais. E olha que nem sou mineira. A minha filha agora sempre diz: "Uai, mãe!". Mas o que vale dizer aqui é que se não quer passar vergonha com seu filho falando palavrões na escola, não fale perto dele.

4- Seja solidário - Não adianta falar com uma criança que tem que emprestar os brinquedos, se você não ensina o ato de doar em casa. A criança que tem coração solidário entende melhor o quanto é bom brincar em grupo, dividindo os brinquedos. Por outro lado, não adianta ensinar a dividir os brinquedos e proibi-lo de emprestar algum material escolar. Para a criança isso é incoerência! Se ele precisa compartilhar na brincadeira, é natural compartilhar em qualquer outro momento.

5- Criança aprende se sujando - Sei que isso é propaganda de sabão em pó, mas é a mais pura verdade. Deixe seu filho usar lápis, tinta, massinha e pinceis em casa. Separe um tempo e um lugar. Isso o ajuda a sentir mais confiante e fazer esse tipo de atividade em sala de aula também. Não saberia enumerar quantos alunos que tive com medo de molhar as mãos na tinta ou que ficasse apavorado se respingasse em seu corpo. Brinco sempre com minha filha: "Você tem que chegar limpa na escola, mas depois que está lá tem que aproveitar. Não tem problema se sujar". E é claro, ela leva esse conselho a risca... 

Como disse são alguns pontos pequenos que se você fizer irá ajudar não só a escola, a professora, mas seu filho também.

Se ficou alguma dúvida, comenta aqui embaixo que terei o maior prazer em responder. Se não souber, prometo pesquisar e assim, a gente aprende junto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário