29 abril 2016

Beijar o filho na boca. Pode?

Sei que o assunto é polêmico, mas se faz necessário. É muito comum pais, avós e até tios beijarem na boca das crianças.

Vêem como um ato de amor e carinho... mas já parou para pensar o quanto esse pequeno ato pode confundir a cabeça das crianças?

Pensa comigo! Se nós temos o costume de fazer com nosso cônjuge e fazemos também com nosso filho, como as crianças podem entender a diferença desses relacionamentos?

Na faculdade discutimos muito sobre o assunto! Todas as zonas erógenas da criança quando são tocadas, mesmo com um gesto de carinho por parte dos pais, seja: beijando, beliscando, dando tapinhas... faz com que as crianças acreditem que podem fazer com outras pessoas e permitirem que outras pessoas também façam com elas.



A inocência infantil deve ser preservada ao máximo! Deixando tudo ao seu tempo!

A televisão também contribui e muito para esse despertar na criança. É preciso que a orientemos, mostrando que tudo tem seu tempo, o que é certo ou errado. 

E principalmente entender que a educação de nossos filhos deve ser uma constante. As crianças ficam confusas quando ao serem crianças são estimuladas a terem "namoradinhos", mas quando vão chegando à adolescência não são permitidas. 

Lembre-se aquilo que queremos que eles tenham como base, como direção, deve ser ensinado desde pequeno.

Para assim, nossas crianças crescerem saudáveis emocionalmente!

Se ficou alguma dúvida, comenta aqui embaixo que terei o maior prazer em responder. Se não souber, prometo pesquisar e assim, a gente aprende junto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário